Geocelas muro Proweb

As geocelas são estruturas tridimensionais semirrígidas em forma de favo de abelha que se enchem com terra vegetal, gravilha, areia, solo-cimento ou betão.

A sua característica principal e que as distingue das geocelas normais é que, nas geocelas de muro, o lado mais exterior não é perfurado, pudendo ser recheada de material sem que este se perca.

A disposição das placas realiza-se uma em cima da outra até se obter a altura desejada. Uma placa fica desfasada de uma cela relativamente à outra e, deste modo, estabelece-se uma inclinação nos taludes que ajudam à estabilidade do sistema.

Normalmente, e de acordo com a utilização que se lhes dê, as geocelas costumam ser enchidas de gravilha em todas as celas menos nas duas últimas filas (as mais exteriores) que se enchem com terra com a finalidade de que estas se possam revegetar e, assim, dar um especto mais natural a estes taludes.

São construídas com polietileno de elevada densidade e são resistentes, flexíveis, duradouras e estáveis contra agentes químicos e bacterianos. As suas características e propriedades são iguais às das geocelas normais, uma vez que o material e a estrutura são as mesmas.

Vantagens:

  • São fáceis de instalar e de custo acessível.
  • São versáteis. A geocela pode ser usada para todo tipo de contenção de terrenos, incluído a contenção de muros por gravidade ou estruturas compostas. Devido à sua flexibilidade, é altamente tolerante aos diferenciais de assentamento.
  • São duradouras. São fabricadas em polietileno de elevada densidade, um material forte e estável. São dotadas com proteção adicional para as faixas expostas à luz solar. As geocelas não são afetadas pela corrosão ou pelas mudanças extremas de temperatura, fatores que afetam seriamente o betão armado.
  • Cada cela funciona como uma pequena represa que permite a passagem da água ou do vento sob a superfície, de modo, se dissipam as forças erosivas.
  • São estáveis contra agentes químicos e bacterianos.

Aplicações:

  • Defesa de margens.

A utilização de geocelas como defesa das margens utiliza-se basicamente no caso em que a corrente seja a ação hidráulica preponderante.

A estabilidade hidráulica da proteção, ou o que é o mesmo, a sua capacidade para suportar os esforços hidráulicos a que será submetida, depende basicamente do material de preenchimento. É por ese motivo que o betão ou as gravilhas são normalmente os recheios escolhidos nestes casos.

  • Contenção de terras:

Ao colocar as celas em camadas, o sistema transforma-se num sistema de contenção de terras que satisfaz todos os requisitos estruturais e confere elevada flexibilidade à instalação e um maior nível de estética ambiental, através um lado totalmente coberto por uma massa vegetal.

As celas formam terraços horizontais para o desenvolvimento da vegetação, que floresce nas celas externas expostas. O sistema impermeável de celas abertas externas recolhe a chuva e controla a evaporação das águas subterrâneas, criando um meio mais natural para a vegetação.